O Santuário do Caraça, fundado em 1774 para ser uma Casa de Hospedagem para a acolhida de peregrinos e visitantes, que quisessem, principalmente, se converter e mudar os rumos de sua vida. Foi reativado como Pousada a partir da década de 1970, depois de 150 anos dedicados à educação e à formação intelectual de meninos e de seminaristas. Hoje conta com mais de 40 apartamentos e quartos, além de algumas casas, com acomodações mais simples, para a hospedagem de até 180 pessoas.

É um lugar em que 11.000 alunos estudaram com todo afinco e disciplina. Por lá passaram pesquisadores como Auguste de Saint-Hilaire, em 1816, e a Carl Friedrich Philipp von Martius, que estudou a flora do Caraça em 1818, ainda no tempo do Irmão Lourenço. Renomados intelectuais e políticos brasileiros também tiveram sua formação no Colégio do Caraça.

Como Centro de Cultura, o Caraça mantém a tradição de ser centro de educação, não mais de educação formal de meninos como nos tempos do Colégio, mas de educação amplamente considerada, como se pensa hoje nas novas formas de compreensão educacional: uma educação interdisciplinar, in loco, apoiada na multiplicidade das ciências e em relação direta com a existência dos estudantes.

Estar num local como o Caraça é retomar a convicção sobre o valor da educação e da cultura. Lá tudo conspira à reflexão, a constante busca do conhecimento e, naturalmente, à ampliação do horizonte, seja ele de natureza espiritual, intelectual e artística.

http://www.santuariodocaraca.com.br/

Anúncios